Otimizações presentes no kernel omnislash4

O que faz o omnislash ser diferente dos outros kernels, o que ele tem de interessante??

Devido ao grande número de perguntas desse tipo, vou postar algumas coisas que essa série tem que poucos kernels possuem e o que eles fazem realmente.

Aos poucos irei atualizando esse post.

Ext 3 barrier por padrão

Para dar mais segurança ao ext3 coloquei esse patch, isso ajuda reduzindo problemas de corrupção de dados ou até do sistema de arquivos durante um crash, que podem acontecer devido a uma falha de fornecimento de energia ou até um kernel panic na hora de escrever um simples dado.

Esse patch dá mais poder ao ext3 melhorando a sua segurança e confiabilidade ao sistema.

Veja esse trecho (em inglês):

http://en.wikipedia.org/wiki/Ext3

Ext3 does not do checksumming when writing to the journal. If barrier=1 is not enabled as a mount option (in /etc/fstab), and if the hardware is doing out-of-order write caching, one runs the risk of severe filesystem corruption during a crash.[13][14] (This option is not enabled by default on almost all popular Linux distributions, and thus most distributions are at risk.)

Consider the following scenario: If hard disk writes are done out-of-order (due to modern hard disks caching writes in order to amortize write speeds), it is likely that one will write a commit block of a transaction before the other relevant blocks are written. If a power failure or kernel panic should occur before the other blocks get written, the system will have to be rebooted. Upon reboot, the file system will replay the log as normal, and replay the “winners” (transactions with a commit block, including the invalid transaction above which happened to be tagged with a valid commit block). The unfinished disk write above will thus proceed, but using corrupt journal data. The file system will thus mistakenly overwrite normal data with corrupt data while replaying the journal. If checksums had been used (if the blocks of the “fake winner” transaction were tagged with mutual checksum), the file system could have known better and not replayed the corrupt data onto the disk.

A sua distribuição linux usa isso???

É simples use o comando abaixo e veja os resultados:

cat /proc/mounts
rootfs / rootfs rw 0 0
none /sys sysfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
none /proc proc rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
udev /dev tmpfs rw,relatime 0 0
fusectl /sys/fs/fuse/connections fusectl rw,relatime 0 0
/dev/disk/by-uuid/8d4928f0-5d48-4451-a9eb-73caecf20fd0 / ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
/dev/disk/by-uuid/8d4928f0-5d48-4451-a9eb-73caecf20fd0 /dev/.static/dev ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /dev/shm tmpfs rw,relatime 0 0
devpts /dev/pts devpts rw,relatime 0 0
tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
/dev/sde5 /home ext3 rw,relatime,barrier=1,data=ordered 0 0
/dev/sde1 /media/sda1 fuseblk rw,nosuid,nodev,noatime,relatime,user_id=0,group_id=0,default_permissions,allow_other 0 0

Con Kolivas patchs

Um grande desenvolvedor que fez e inspirou diversas modificações no kernel, o CFS feito pelo Ingo Molnar foi feito inspirado no código fonte do Staircase Deadline do Con.

Os patches feitos pelo Con Kolivas (ck) vão otimizando desde o uso da memória, swap, cfq, etc e aumentam a performance e a resposta do sistema e ajudam também reduzindo o impacto do sistema de entrada e saída

Após algumas desavenças ele não continua mais fazendo esses patches mas a comunidade ainda continua mantendo os mesmos pois são muito bons.

Dessa vez peguei os patches do kernel “dark” do fórum gentoo por isso deixo o meu agradecimento a esse excelente patchset.

http://en.wikipedia.org/wiki/Con_Kolivas

Relatime

Esse patch ajuda bastante na performance do hd veja o que o Mandriva 2008 diz sobre o relatime:

Mandriva 2008 Wiki

Operações mais rápidas nas partições

Por padrão, o instalador configura sistema de arquivos para usar a opção relatime. Essa opção reduz drasticamente a quantidade de I/O utilizada pelo sistema na data de acesso de atualização quando um arquivo é lido ou quando um diretório é navegado. Assim o carregamento de máquinas desktop e servidor é drasticamente reduzido e muitas tarefas de I/O são concluídas mais rapidamente.

Para verificar se vc está usando o relatime faça o seguinte:

É simples use o comando abaixo e veja os resultados:

cat /proc/mounts
rootfs / rootfs rw 0 0
none /sys sysfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
none /proc proc rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
udev /dev tmpfs rw,relatime 0 0
fusectl /sys/fs/fuse/connections fusectl rw,relatime 0 0
/dev/disk/by-uuid/8d4928f0-5d48-4451-a9eb-73caecf20fd0 / ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
/dev/disk/by-uuid/8d4928f0-5d48-4451-a9eb-73caecf20fd0 /dev/.static/dev ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /dev/shm tmpfs rw,relatime 0 0
devpts /dev/pts devpts rw,relatime 0 0
tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
/dev/sde5 /home ext3 rw,relatime,barrier=1,data=ordered 0 0
/dev/sde1 /media/sda1 fuseblk rw,nosuid,nodev,noatime,relatime,user_id=0,group_id=0,default_permissions,allow_other 0 0

Até eu concluir esse tópico vou demorar um tempinho então espere mais coisas

Anúncios

4 Responses to Otimizações presentes no kernel omnislash4

  1. Robson says:

    oi, como que eu retiro o kernel omnislash
    fui instalar o xubuntu-desktop e apareceu a msg de erro, eu tinha retirado o kernel a algum termpo, mas acho que ficou algum resquicio

    Instalando initramfs-tools (0.85eubuntu20) …
    update-initramfs: deferring update (trigger activated)

    Processing triggers for initramfs-tools …
    update-initramfs: Generating /boot/initrd.img-2.6.24.5-omnislash4-2
    Cannot find /lib/modules/2.6.24.5-omnislash4-2
    update-initramfs: failed for /boot/initrd.img-2.6.24.5-omnislash4-2
    dpkg: subprocesso post-installation script retornou código de saída de error 1

  2. hqxriven says:

    Vc tirou o image e o headers da versão 4-2???

    Acho que só isso é o necessário… Quando vc tira os dois ele remove os resquícios…

    No máximo pode sobrar algo em lib/modules…

    Use o synaptic e procure por omnislash e aí remova ele. (método fácil)

    ou
    sudo apt-get remove –purge linux-image-2.6.24.5.omnislash4-2

    sudo apt-get remove –purge linux-headers-2.6.24.5.omnislash4-2

  3. hqxriven says:

    Lembrando que são dois traços antes do purge o wordpress coloca sempre um travessão

  4. Israel says:

    o source eu tenho, quero patchesss pleaseee!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: