Projeto Omnislash – Otimização no Kernel!!

O projeto Omnislash nasceu da vontade de conseguir aumentar a fluidez na utilização do sistema Linux através de modificações diretamente no Kernel, fazendo com que o hardware seja aproveitado da melhor forma possível. Dando uma sensação de leveza e conseqüentemente uma melhora no desempenho.

No início quando utilizava o kernel 2.6.23 e se chamava ck1 apenas inseria a configuração do Sidux fazia pequenas modificações e o patch do Con Kolivas para melhorar a velocidade do sistema.

Conseguia bons resultados… para mim já era o suficiente mas…

Foi aí que comecei a desenvolver o kernel chrono, edge e slash onde descobri que havia outros patches que também aumentavam o desempenho e eles eram derivados do projeto Kamikaze e Zen (também voltados para aumentar o desempenho do Kernel).

Depois comecei a desenvolver o Kernel Omnislash em sua geração 2 já que considerava a geração 1 o kernel slash.

No Omnislash descobri que podia fazer mais ajustes e melhorar mais um pouco a performance, aí veio a geração 3 desse Kernel onde fiz uma análise e efetuei a mudança para a config do Zenwalk e fiz novos ajustes para conseguir melhores resultados.

O ganho de performance já estava bem melhor, porém uma dúvida ainda pairava sobre a minha cabeça.

“Se existem distribuições rápidas e elas não utilizam o Patch do Con Kolivas e nem o do Kamikaze, nem alteram muito a configuração elas fazem o quê para ter tanta velocidade??”

Aí pessoal, posso dizer que nesse momento comecei realmente a virar um desenvolvedor de kernel. Vi que o google não ia me ajudar muito. (rs)

Na procura da resposta baixei diversos kernels de diversas distros e comecei não só a analisá-los como também observar ativamente as listas de desenvolvimento das mesmas.

Enfim obtive a resposta:

As distros que possuem boa performance desenvolvem seus próprios patchs para otimizar os seus kernels.

Porém não há cooperação entre elas…

O que o Suse faz o Fedora não aproveita e vice-versa por exemplo. São poucos os casos em que uma distribuição usa os patches de outra.

Além do mais existem muitas distribuições porém poucas se preocupam com o Kernel algumas são simplesmente uma cópia da distro mãe com instalador diferente e um tema diferente (é melhor eu deixar de falar senão vou citar nomes e vou criar uma discussão daquelas).

A partir desse momento, tive que entender o funcionamento de cada patch (o que ele poderia fazer para melhorar a performance do sistema ou aumentar a segurança do mesmo) e colocar eles para trabalharem em conjunto (o que é bem complicado, já que alguns entram em conflito ao detectar certas alterações no código do Kernel), notei que o limite da geração 3 com o kernel 2.6.23 tinha chegado e precisaria mudar a base para o Kernel 2.6.24.

Descobri também que esse kernel (2.6.24) por padrão tem problemas que não deixam ele demonstrar todo o seu potencial com o CFS e o meu foco principal foi consertar esses problemas.

“Tudo” corrigido e agora???

Os patches a minha disposição eram muitos (a quantidade era enorme) pq eu estava trabalhando com kernels de mais de 20 distribuições.

Por isso resolvi apenas focar em determinadas áreas como:

-CFS
-Sistema de Arquivos
-Gerenciamento da memória RAM e da Cache
-Mtrr
-HD
-Wireless
-USB
-Swap
-Plug and Play
-Acpi
-Partes do kernel 2.6.25 e 2.6.26 que foram portadas para a versão 2.6.24 por serem muito boas ou por corrigirem bugs.
-Correção de Bugs do kernel 2.6.24

Fiz diversos testes e de muitos patches fiquei reduzido a menos de 200. Mais alguns testes e diminui pela metade os patches.

Enfim aconteceu meu primeiro teste com os patches que eu usaria definitivamente e puxa… quanta diferença.

Lembro que no dia estava com um colega em casa e tinha pedido o pendrive dele para um teste e ele que usa Windows se surpreendeu com a velocidade de transferência de dados e do sistema em geral.

Conclui os testes para verificar a estabilidade e tudo o que eu tinha feito e a distribuição que uso (Kubuntu 7.10) estava realmente mais rápida em meu hardware.

Agora sim estava pronta a nova versão do omnislash, uma nova geração agora chamada omnislash4.

Agora sim posso parar de ficar trocando de distribuição pq o meu hardware não é bem aproveitado.

Não quis que esse trabalho enorme ficasse restrito ao KXUbuntu e ainda por cima tendo que compilar para i686 tirando um pouco da performance e ainda restringindo o uso apenas aos usuários desktop.

Por isso liberei para a comunidade Linux para que ele possa ser adaptado da forma que bem entenderem (seja para um servidor, desktop, laptop) e em qualquer distribuição.

Também deixo a minha configuração no fonte (32bits) para que os patches sejam ativados corretamente.

Hoje depois de mais de 6 meses compilando kernels especificamente para a comunidade (compilo kernels aproximadamente desde o lançamento do Slackware 10) vejo uma quantidade expressiva de usuários usando esse kernel (alguns chegam a adicionar em sua assinatura) e relatando seus problemas e a diferença de performance existente.

O projeto Omnislash é GNU/GPL sendo utilizado oficialmente por uma distro e existe o Omni-BD-Mod um script interativo mantido pelo bernardo0cd0 que facilita a instalação do Omnislash

Só peço que pelo menos ao utilizarem esse kernel me notifiquem dizendo o que acharam, fazendo sugestões, relatando problemas, etc.

Para que ele enfim possa melhorar mais e mais.

Muito Obrigado a todos que ajudam o projeto de diversas formas (em fóruns, no blog, etc, se for citar nomes eu vou esquecer e vou cometer injustiças).

O que eu ganho com isso?? Conhecimento!! Faço esse trabalho por prazer em minhas horas vagas (e de insônia hehehe) e ainda continuo aprendendo e convido vc a me ajudar tb, sinta-se a vontade.

Bem vindos ao projeto Omnislash!

Abraços

Hqxriven

Links:

Kubuntu 7.10 – Aprendendo a voar sem segredos (aqui mostra a minha jornada do ck1 ao omnislash5, são 68 páginas no momento com mais de 1000 mensagens)
http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,29799.0.html

Kernel 2.6.27.6-omnislash5 – Compilando e Instalando um kernel otimizado no seu KUXbuntu (porém o kernel serve para qualquer distribuição)
Kernel 2.6.27.6-omnislash5

Script Gerador de Kernel Otimizado (Omni-BD-Mod)
http://www.guiadohardware.net/comunidade/script-gerador/865908/#post3726075

Alguns relatos de usuários com posts completos (se alguém deseja que eu retire pode falar)

http://www.guiadohardware.net/comunidade/compilar-kernel/864573/

http://www.guiadohardware.net/comunidade/recompilar-kernel/869574/

Ele em funcionamento usando pouca memória no Kubuntu 7.10:

http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,29799.msg215083.html#msg215083

Anúncios

31 Responses to Projeto Omnislash – Otimização no Kernel!!

  1. Pingback: Otimizando o kernel Linux com o Omnislash

  2. Sérgio Berlotto says:

    Olha Hqxriven
    Este trabalho é realmente fabuloso !
    E é realmente um trabalho que traz grande ganho para a comunidade em geral, que não é só como você falou: — distros cópias das distros mães, com temas e instalador diferentes, mas sim algo que realmente mostra o quão grande o projeto Linux é importante para a computação mundial.

    Você ( ou alguém ) jah testou este kernel no Ubuntu 8.04 ? Até o ultimo kernel instalado automaticamente pelo ubuntu mesmo, acho que é meio lerdinho, não sei, mas me pareceu mais lento que os outros, claro, que estou falando de usuário de casa, que abre Firefox, OppenOffice, Eclipse para programar Java, player de vídeo… estas coisas ! Não faço nenhum tipo de teste de performance…

    Um abraço…

  3. Lucas Timm says:

    Eu também já reparei a diferença, principalmente no kernel do Fedora. É difícil achar um tão rápido by default…

    Entretanto, uma coisa que é importante ressaltar, é que para um aproveitamento ainda melhor de todo o hardware, o ideal é que os pacotes do sistema também sejam compilados para aproveitar toda a tecnologia que o seu hardware (no caso o processador) pode oferecer. É o “how to works” do Gentoo.

    Acredito que, unindo o OmniSlash com os pacotes compilados em i686 (no meu caso é x86_64) o desempenho é fenomenal. Testarei o que você falou. =)

  4. Darlan says:

    Muito legal o projeto, fiquei com vontade de experimentar.

    Já foi testado alguma coisa com Kubuntu 8.04 e KDE 4?

  5. lordtux says:

    Cara,
    Tô doido pra testar, assim que fizer a instalação posto o resultado no meu blog e te comunico.

  6. Onde posso baixar o patch do omnislash?

  7. zerosense says:

    Realmente voce teve muito trabalho, mas como estou usando o omnislash4-7[+patchs] deu pra perceber que valeu a pena. Realmente fica muito rapido. Instalei usando tua .config, não mexi em absolutamente nada, e ficou otimo. Só mudei o xorg.conf de ‘nvidia’ para ‘vesa’ pra quando desse reboot não dar tela preta, e usei o envyNG pra instalar o driver nvidia de novo e ficou perfeito. Tive que instalar o ndiswrapper de novo tambem, pra poder instalar o driver da minha placa wireless e a net ja voltou beleza tambem.
    Mas isso são coisas que em qualquer compilação de kernel tem que fazer.

    A unica coisa que ainda não consegui voltar a funcionar beleza foi o automount das minhas partições NTFS. Elas são listadas no Nautilus, mas só são montadas quando eu clico em cima delas. Abri o Synaptic marquei para reinstalação todos pacotes que ja existiam do ‘fuse’ e do ‘ntfs-3g’ mas não adiantou.
    Se você poder dar uma dica de qual modulo devo carregar ficaria grato. 🙂
    Segue abaixo meu fstab[sda6/sdb1]:
    [quote]
    # /etc/fstab: static file system information.
    #
    #
    proc /proc proc defaults 0 0
    # /dev/sda1
    UUID=bab4b596-c180-4c52-9216-90b3559593c4 / ext3 relatime,errors=remount-ro 0 1
    # /dev/sda5
    UUID=901a0e29-46f8-4691-b6c2-db1c423fb561 none swap sw 0 0
    # Backup
    /dev/sda6 /media/Backup ntfs defaults,locale=pt_BR.UTF-8 0 1
    # Adicional
    /dev/sdb1 /media/Adicional ntfs defaults,locale=pt_BR.UTF-8 0 1
    # Dvd GSA
    /dev/scd0 /media/cdrom0 udf,iso9660 user,noauto,exec,utf8 0 0
    # Combo
    /dev/scd1 /media/cdrom1 udf,iso9660 user,noauto,exec,utf8 0 0
    /dev/fd0 /media/floppy0 auto rw,user,noauto,exec,utf8 0 0
    [/quote]

    Segue abaixo meu /proc/mounts:

    [quote]
    rootfs / rootfs rw 0 0
    none /sys sysfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    none /proc proc rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    udev /dev tmpfs rw,relatime 0 0
    fusectl /sys/fs/fuse/connections fusectl rw,relatime 0 0
    /dev/disk/by-uuid/bab4b596-c180-4c52-9216-90b3559593c4 / ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
    /dev/disk/by-uuid/bab4b596-c180-4c52-9216-90b3559593c4 /dev/.static/dev ext3 rw,relatime,errors=remount-ro,barrier=1,data=ordered 0 0
    tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    tmpfs /dev/shm tmpfs rw,relatime 0 0
    devpts /dev/pts devpts rw,relatime 0 0
    tmpfs /var/run tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    tmpfs /var/lock tmpfs rw,nosuid,nodev,noexec 0 0
    gvfs-fuse-daemon /home/mors/.gvfs fuse.gvfs-fuse-daemon rw,nosuid,nodev,relatime,user_id=1000,group_id=1000 0 0
    /dev/hda6 /media/Backup fuseblk rw,nosuid,nodev,noatime,relatime,user_id=0,group_id=0,allow_other 0 0
    /dev/hdb1 /media/Adicional fuseblk rw,nosuid,nodev,noatime,relatime,user_id=0,group_id=0,allow_other 0 0
    [/quote]

    falow

  8. zerosense says:

    Uso Ubuntu 8.04 – 2.6.24.5-omnislash4-7

  9. hqxriven says:

    Zero eu não mexo muito no fstab mas baseando no meu…:

    # Backup
    /dev/sda6 /media/Backup ntfs defaults,locale=pt_BR.UTF-8,umask=007,gid=46 0 1
    # Adicional
    /dev/sdb1 /media/Adicional ntfs defaults,locale=pt_BR.UTF-8,umask=007,gid=46 0 1

  10. hqxriven says:

    Bruno – Onde posso baixar o patch do omnislash?

    O omnislash não é um release de patchs e sim um release de kernel.

    Utilizando modificações utilizadas pelos kernels de várias distros

    https://hqxriven.wordpress.com/2008/05/28/kernel-26247-omnislash45-kernel-otimizado-kuxbuntu/

  11. hqxriven says:

    Muito legal o projeto, fiquei com vontade de experimentar.

    Já foi testado alguma coisa com Kubuntu 8.04 e KDE 4?

    Você ( ou alguém ) jah testou este kernel no Ubuntu 8.04 ? Até o ultimo kernel instalado automaticamente pelo ubuntu mesmo, acho que é meio lerdinho, não sei, mas me pareceu mais lento que os outros, claro, que estou falando de usuário de casa, que abre Firefox, OppenOffice, Eclipse para programar Java, player de vídeo… estas coisas ! Não faço nenhum tipo de teste de performance…

    No fórum ubuntu tem…

  12. hqxriven says:

    Eu também já reparei a diferença, principalmente no kernel do Fedora. É difícil achar um tão rápido by default…

    Realmente parte do kernel omnislash vem do Fedora…

    Entretanto, uma coisa que é importante ressaltar, é que para um aproveitamento ainda melhor de todo o hardware, o ideal é que os pacotes do sistema também sejam compilados para aproveitar toda a tecnologia que o seu hardware (no caso o processador) pode oferecer. É o “how to works” do Gentoo.

    Acredito que, unindo o OmniSlash com os pacotes compilados em i686 (no meu caso é x86_64) o desempenho é fenomenal. Testarei o que você falou. =)

    Com certeza, como eu gostaria que pelo menos os pacotes do ubuntu fossem i686. Porém acho que qualquer coisa já dá uma ajudinha…

    Só uma coisinha… a minha config é 32 bits e se vc colocar ela em 64 bits provavelmente vai dar problemas. Então se quiser use a da sua distro mesmo e altere o seguinte:

    Coloque o hz em 1000 e procure ver se as seguintes opções estão assim:

    CONFIG_SWAP=y
    CONFIG_SWAP_PREFETCH=y
    CONFIG_CGROUPS=y
    # CONFIG_CGROUP_DEBUG is not set
    CONFIG_CGROUP_NS=y
    CONFIG_CPUSETS=y
    CONFIG_FAIR_GROUP_SCHED=y
    # CONFIG_FAIR_USER_SCHED is not set
    CONFIG_FAIR_CGROUP_SCHED=y
    CONFIG_CGROUP_CPUACCT=y
    CONFIG_COMPAT_BRK=y
    CONFIG_TICK_ONESHOT=y
    CONFIG_NO_HZ=y
    CONFIG_HIGH_RES_TIMERS=y
    CONFIG_PREEMPT_VOLUNTARY=y
    CONFIG_MATH_EMULATION is not set
    CONFIG_APM is not set
    CONFIG_IO_DELAY_0XED=y
    CONFIG_ECRYPT_FS=m
    CONFIG_UNION_FS=m
    CONFIG_UNION_FS_XATTR=y
    CONFIG_DEFAULT_RELATIME=y
    CONFIG_DEFAULT_RELATIME_VAL=1
    CONFIG_BOOST_PRIVILEGED_TASKS=y

    Pelo menos assim deve dar uma ajuda…

  13. anderson freitas says:

    Exelente trabalho hqxriven vou testar aquí e grato por sua contribuição para melhorar a performance do kernel. e dale Tux!!!!!!!!!

  14. joseph says:

    incrível trabalho
    mas vc se esqueceu de explicar um detalhe, pq escolheu esse nome? omnislash e não hqx-kernel??

  15. hqxriven says:

    Poxa joseph… eu pensei que todos soubessem…

    Omnislash – Técnica especial conhecida como Limit Break (quebra de barreira) mais poderosa de Cloud Strife sendo o ataque mais poderoso dele.

  16. Douglas says:

    Vejo que vc adora a série “Final Fantasy”, hqxriven, hehehe…Eu tb adoro!
    Enfim, estou usando o ubuntu 8.04 e durante a inicialização, o sistema indica que não reconhece o comando “vm.mmap_min_addr” que se encontra no sysctl.conf assim como o seu kernel não dá suporte ao apparmor indicando falta de arquivo ou diretório. Sobre o apparmor, por que a inexistência dele no kernel omnislash? E quanto ao sysctl, no atual kernel do ubuntu reconhece tal comando e por quê não no omnislash?

    Seu kernel é bastante utilizado por ser de fato rápido e vejo que vc lutou muito para fazer um kernel mais rápido tendo que ler muitos tutoriais e navegando incessantemente na internet. Agora, vc pretende reunir pessoas em torno do projeto omnislash, mas vc já parou para pensar em compartilhar o seu conhecimento com outras pessoas? Para ficar mais claro, por que vc não cria um tutorial ensinando como é feito o omnislash como a aplicação de patchs, os cuidados durante o processo de produção, otimizações de outras distro que melhoram o kernel, etc. Há uma escassez de informação nesse sentido sem um estudo detalhado sobre o assunto. Penso que mais do que chamar pessoas em torno de um projeto, é interessante ensinar outros a fazer o que vc faz, pois o aluno de hoje pode se tornar seu professor e um importante colaborador amanhã, hehehe…Sucesso!

  17. msxmaniac says:

    supondo que a série 4.x se refira ao kernel 2.6.24.xx, te pergunto quando sai a série 5.x, haja visto que o source do 25 já foi liberado e o 26 tá cada dia mais perto…
    e que tal agregar o texas flood?
    ficam as sugestões…

  18. hqxriven says:

    Douglas – Quanto ao sysctl.conf muitos comandos são diferentes ou nem existem mais visto que o omnislash apesar de ser 2.6.24.7 tem partes do 2.6.25 e 2.6.26. Olhe a configuração do mesmo que vc observará isso.

    O apparmor é um conjunto de patchs que é acrescentado ao kernel, ele nem vem com o kernel padrão. São raros os usuários que sabem utilizar o apparmor. Ainda por cima são tantos patches…

    Só o usuário com perfil “administrador de rede” é que possivelmente vai usar isso mesmo ou talvez use o Selinux ou o grsecurity.

    Quanto a compartilhar o conhecimento é claro que desejo isso, afinal eu podia ter ficado na minha e nem ter compartilhado o kernel e só ficar aproveitando.

    Planejo fazer o tutorial, porém ele teria que ser muito detalhado para evitar erros envolvendo não só a produção como teria que incluir os testes de estabilidade e a eliminação máxima possível de delays (cara isso demora muito, para sair um omnislash são feitos entre 2 a 6 kernels de testes) para sair o melhor possível e ainda também a análise de patches das distros e testes dos mesmos e isso demanda bastante tempo que por enquanto não tenho e por isso prefiro utilizá-lo para o desenvolvimento do kernel.

    Falta tempo… Não má vontade… Vontade eu tenho mas transformar em realidade está difícil.

    msxmaniac – Possivelmente sairá um 2.6.25.6-omnislash4 (pois estou desenvolvendo ainda os kernels de testes) sairá somente a série 5 quando eu fizer uma reestruturação da série 4 e forem efetuadas muitas mudanças. A primeira versão do omnislash na base 24 foi a 2.6.24-omnislash3-v1.2 pq ainda não tinha feito a reestruturação.

    Outro problema é que eu tenho que ter diversos programas e drivers adaptados ao kernel 2.6.25 e isso ainda não aconteceu como por exemplo o modem smartlink (que é o que uso) que não funciona na série 25.

    Quanto ao texas flood acho que é mais do que kernel… é uma mudança na estrutura do sistema porém posso tentar fazer alguma coisa relativa aos processos (porém não posso prometer nada).

    Obrigado a todos pelo apoio…

  19. Acabei de bootar no Ubuntu 8.04 após aplicar a otimização.

    O boot foi mais rápido com certeza. Agora, usando o sistema, ainda tenho minhas dúvidas.

    Vou usar mais algum tempo e posto o que eu observar por aqui !

  20. hqxriven says:

    Digite top em um console e veja que o Xorg e vários processos são executados em RT (prioridade alta) e patch Con kolivas tb e ainda ajustes no gerenciamento de memória e problemas no mtrr que pelo que eu saiba só o Fedora colocou patches e eu usei dele.

  21. msxmaniac says:

    Bom, eu sei que o texasflood na verdade é um substituto, ou algo assemelhado, ao sisvinit, algo que certamente não é contemplado no teu projeto, pois trata-se da inicialização do sistema, e portanto do kernel tb, mas creio que alguns conceitos lá presentes serão muito úteis…
    Eu tive problemas com o TF que simplesmente floodou (rsrsrsrsrs) todo o sistema que tava testando…Ele parece ter corrompido as informações na hora de montar a partição pela primeira vez (uso costumeiramente jfs pro root e ext3 pro home), além do fato de eu usar o gdm e não o kdm prá logar, já que acho o gdm mais limpo.
    Bom, tá certo que vc nada tem a ver com o TF, mas certamente tanto vc quanto o pessoal aqui além de te acompanhar acaba invariavelmente por usar ou tentar usar o TF tb…
    Quero te agradecer pelo teu trabalho…o ubuntu 8.04 (e o mint daryna que usava antes) ficaram muitíssimo mais rápidos depois de usar o teu projeto (omnislash) recompilando o kernel..
    uma perguunta de leigo…como faço prá sumir com a lista de kernel que aumenta no ubuntu…ele vive baixando uma versão nova, mas o omni sempre fica na primeira opção e sinceramente poderia ser o único…no sidux eu uso o scc para remover os kerneis antigos…tem algum script útil ou um roteiro para eu seguir e apagar todos os vestígios sem detonar o sistema ou é melhor deixar assim?
    Tem como usar o omnislash em distros a la redhat (rmp)? Como proceder?…O PCLinuxOS Gnome que tanto gosto tb merece o teu trabalho…
    Um grandissíssimo obrigado e meus parabéns pelo teu excelente trabalho…Abrax dum velho msxzeiro e desculpa pelo testamento, rsrsrsrsrsrs…

  22. hqxriven says:

    Obrigado pelo apoio!!!

    Quanto a apagar kernels… SEMPRE deixe o último do ubuntu! Eu ainda tenho o último padrão do ubuntu aqui…

    Vc pode remover através do synaptic porém para isso por exemplo se o kernel é 2.6.24.16 que vc deseja remover é só dar o boot pelo omnislash abrir o synaptic e depois desinstalar o linux image e o headers referente ao 2.6.24.16 que automaticamente é retirado do grub. Só não faça isso no kernel que vc está usando…

    O omnislash é o kernel fonte modificado logo ele não se prende a uma distribuição. Já usei ele no Sidux, tem gente que usa no Mandriva (é so procurar no gdh), Slackware, Debian Lenny, etc.

    O único problema que pode acontecer é o sistema precisar de pequenas mudanças na configuração. Sabendo compilar na distro tem que rodar…

    msx??? O primeiro lp que escutei era do Uriah Heep (cara eu sou novo ainda mas estou me achando velho…rsrsrsrsrs)

    Abraços

    Hqx

  23. msxmaniac says:

    obrigado
    eu já sou mais veinho (chegando ao 4.0)
    msx nada a ver com o Uriah, embora eu tenha curtido e mto iron, led, black, rainbow, motorhead e afins lá pelos idos de 86…
    vc pode visitar http://www.msx.org para ter uma idéia…
    msx foi/é um projeto de kazuhiro nishi para a ascii corporation of japan (nada a ver com a tabela ascii de caracteres)…
    falamos do nosso (meu) querido msx, que os brazucas conheceram pelas teclas do HotBit HB-800 e do Expert da Gradiente…
    No Japão a coisa foi muito maior…
    E os brazucas que o amam ainda lutam por ele, oficialmente morto em 1994 ou antes…
    tem até um unix prá ele, o uzix…
    o sistema proprietário foi feito por quem??? adivinha??? …éh… Microsoft…
    Mas num serviu muito pro tio bill e antes de 1990 ele já tinha revendido os direitos prá ascii corp (graças a Deus)…
    bom, da tua resposta depreendo que posso seguir os mesmos passos no mandriva por exemplo e no fianl ele vai gerar arquivos rpm? Com ou sem Paulo Ricardo (hahahahahahaha…)
    abraços meu caro…to testando o resulinux…acho que vou usar o omni aqui prá ver no que é que dá…
    abrax…

  24. hqxriven says:

    QUando falo na relação d msx com o Uriah é o seu tempo de lançamento… aí tem tudo a ver já que ambos são velhinhos…

    http://en.wikipedia.org/wiki/MSX

    Quanto a compilação no Mandriva o DJ fez um ótimo post

    http://www.guiadohardware.net/comunidade/recompilar-kernel/869574/

  25. Paulo Cesar says:

    Cara, eu tenho um EeePC 701, e vou compilar baixar um kernel vanilla e aplicar uns patches específicos de otimização do Eeepc.

    Você acha que se eu aplicar os patches no seu kernel vai dar muito pau?

    As modificações são +- essas:

    * Kernel optimized for Pentium-M processors.
    * Extra and unnecessary kernel modules and features have been stripped out.
    * The 40-wire UDMA patch has been applied to ata_piix.ko (much faster I/O throughput.) (See http://lkml.org/lkml/2008/4/20/283)
    * The Elantech touchpad driver port has been applied to psmouse.ko. (See http://forum.eeeuser.com/viewtopic.php?id=30685)
    * The eeepc-acpi module is included
    * The madwifi modules are included (madwifi-hal-0.10.5.6 branch)
    * The eeepc-linux overclocking module is included (v0.2)
    * The uvcvideo module is included (svn r215)

    Eu digo +- pq eu perdi o site onde tem a listagem certa dos patches… mas eu vou achar depois

    vlw!

  26. Kevin-Moc says:

    Além do ganho de desempenho e da perca de compatibilidade com hardware(dependendo dos módulos que eu desativar ao compilar) eu posso perder compatibilidade com os pacotes da distribuição em geral?

  27. hqxriven says:

    Paulo Cesar – O meu kernel é um vanilla 2.6.24.7 modificado logo se os patches que vc deseja usar forem para essa base terão que funcionar.

    Kevin-Moc – Não!! Se fosse assim nem valia a pena.
    É claro que drivers de vídeo e o Virtualbox por exemplo deixarão de funcionar porém é só vc refazer a instalação e quanto a compatibilidade com hardwareé a mesma do kernel vanilla.

    • dtomadon says:

      Olá,Janio já instalei o kernel omnislash, no ubuntu e no big ficou 100%, estou começando a usar o slack, e não sei se sigo a mesma forma que nas distribuições que citei, ou tem algum macete em específico, se puder me ajudar, agradeço desde já!!!

  28. Janio says:

    Cara, acabei de colocar no meu slack 12.1 e ficou 100%..

    Parabéns….

    Ótimo trabalho.

  29. Alexandre Santos says:

    Vou fazer que nem o amigo a cima,

    Colocar no meu Slackware 12.1,

    Eu estava a procura de um “artigo” que se trata-se disso a muito tempo, e agora realmente eu consigo entender a diferenca de velocidade.

    Excelente Trabalho meu amigo.

    Fico mais contente ainda por ser um brasileiro!

    Grato…

  30. dtomadon says:

    Hxqriven,pretendo compilar seu kerel no slack,algum procedimento em especial que devo seguir antes, já compilei no ubuntu e no big, todos baseados no debian sem nenhum problema!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: